Liberdade.

Todos os textos publicados nesse blog são livres para serem copiados e reproduzidos.
Porque não existe outra pretensão em nossos escritos, que não seja expressar o nosso pensamento, nossa forma de ver e sentir o mundo, o Homem e a Vida.
Se você acreditar seja necessário e ético, favor indicar a origem e o Autor. Ficamos lhe devendo essa!
Um grande abraço.
Eduardo G. Souza e Lígia G. Souza.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

CONCEPÇÃO DO UNIVERSO

Os filósofos conceberam que no universo existiam duas entidades distintas e separadas. Eles chamaram Ideia e Matéria. A matéria pode ser compreendida como tudo aquilo que é físico. A ideia pode ser entendida como aquilo que não é físico, como os pensamentos, sentimentos, percepções, consciência, etc. Platão deu força ao mundo das ideias, ao criar o ‘Mito da Caverna’: Para o escopo da filosofia, a Ideia também abrange o que seria considerado como Espírito, Alma, Deus ou outras entidades metafísicas. Geralmente, existem dois tipos de pontos de vista filosóficos que podem ser derivados desses termos:

- Materialismo
Esta teoria afirma que a Matéria é a única natureza do universo. Isto é, não existem entidades, como Deus ou Espírito, que estejam separadas da Matéria ou que tenham criado a matéria e a existência, portanto, Deus ou um Ente Criador não existe. E que quaisquer representações da Ideia que existam no mundo, tais como pensamentos humanos, instintos animais, consciência, sentimentos, etc., só existem como derivados da matéria, isto é, elas são formadas por reações químicas e funções físicas do cérebro. Uma vez que este cérebro deixa de existir, ou seja, morre, assim também morreram as Ideias que o Ser hospedou. Não há consciência imaterial, como uma alma, espírito, essência, etc., que sobreviva após a morte. A vida física é a realidade e a única existência.

Este é um ponto de vista mantido pelos ateus e muitos, embora não todos, cientistas. Este ponto de vista geralmente afirma que o Universo é eterno e nunca foi criado, apenas existe.

- Idealismo
Este é o ponto de vista de que o universo é, em última instância, composto apenas da Ideia, e que a Matéria (realidade física), é uma manifestação dela. Esta teoria postula que o mundo foi criado pela Ideia, também chamada de Criador, Arquiteto do Universo ou Deus, e que a vida pode ou não continuar num plano espiritual após a morte física.

Este é, obviamente, o ponto de vista clássico da maioria das religiões e caminhos espirituais. O único caminho espiritual que não parece acreditar neste é o budismo, que geralmente acredita que o mundo existe independentemente de um criador, mas a maioria dos budistas não se descreveria como materialistas no sentido clássico.


Eduardo G. Souza. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário